Afinal a vitória

Mais do mesmo.  Mais do mesmo.
Finais de tarde que ficam escuros. Finais de semana que passam sem darmos por aquilo que neles fizemos. Finais de histórias que desiludem. Finais que tardam em ser finais.
E depois, um final que nada teve de mesmice. Afinal, já não dou azar aos iluminados. Que tristeza. Era o meu único super-poder. Isso e calçar 42.

polajonas(E parece que aquele bicho de bico amarelo que para lá anda já não tem nada contra mim. Pelo menos o tipo que estava enfiado dentro da versão mascote deu-me um abraço antes do jogo. E depois ganhámos 2-0.)

Sim, protestem. Nos dias que correm vou mais ao futebol que escrevo no blog. Só falta começarem a chover batráquios. O fim do mundo já esteve mais longe, oiçam bem o que o vos digo.

8 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>