Banda de garagem

Às vezes parece mesmo que isto aqui é uma coisa a sério, profissional, com reuniões, brainstorms e isso. Depois partem-se duas cordas da guitarra, o quadro da electricidade dispara em sobrecarga, os vizinhos vêm bater à porta a queixar-se do barulho da bateria e acabamos todos por ir lanchar uns bollycaos sem termos tocado uma única faixa.

5 comments
  1. Que fixe ainda ouvir falar de bandas de garagem, na minha juventude a maior parte dos meus colegas de escola tinha uma, habito comum na margem sul. Entretanto todos envelheceram, engravidaram, compraram casas e fizeram seguros , com isso morreram as bandas de garagem. Talvez tenham achado que eram incompativeis, não sei. Eu tenho saudades… dos colegas e das suas bandas, das salas/estudios rascas forrados a cortiça e dos quartos cheios de instrumentos e cassetes nas casas dos seus pais.

    1. Também tenho saudades desses tempos, mas nunca tive uma banda de garagem e também não tenho agora, isto era só uma metáforazinha de sexta-feira… ;)

      1. a serio??? eu não percebi. Mas olha que virtualmente tens pinta de quem tem : )
        (isto é um elogio)

        1. obrigado… Se eu algum dia formar uma banda convido-te, mas olha não tenho ouvido nenhum para a música e tenho voz de cana rachada, ehehe.

  2. Só mesmo a parte dos Bollycaos é que me diz qualquer coisa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.