Blues de sexta


Primavera quente. Sexta-feira no pátio. Troca de cassetes com o Paulo que desenhava bem, o Marco a rir, os Brunos, o Zé de cabelos compridos que não conheci, o plim-plim dos matrecos, o nariz queimado do sol, matar tempo até à aula de história, sumo de laranja de máquina. Mad Season. Foi mesmo. E ainda é (um dos meus álbuns preferidos).

2 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>