Cada tiro cada tordo

Tive um colega que caçava tordos nos campos de Mora aos domingos e disparava máximas da treta contra tudo o que mexia, todos os restantes dias da semana. Dizia ele, para justificar a sua preguiça crónica, que “o Homem evoluiu na direcção errada“. Gostava de cama, o rapaz. No mesmo registo, quando tentou catrapiscar esta vossa criada, interrogado sobre se a diferença de alturas não lhe faria mossa no orgulho de macho lusitano, respondeu que “na horizontal, é tudo igual”. As if.

Depois deste fim de semana de tisanas e almofadas (e muito obrigada pelos desejos de melhoras), estou muito veementemente disposta a contestá-lo. Esta Mulher não evoluiu para ficar na cama e na horizontal nada é igual. É pior, é pior, é pior. Em cima de perninhas periclitantes, mas de pé!

O que é isto tem a ver com tordos? Parece que absolutamente nada, mas vai-se a ver e tive um comigo nestes dias. “Bom Inverno”, uma recomendação/empréstimo  da minha irmã mais nova, que faz pendant com o boletim metereológico e é leitura adequada a cérebros febris. Obrigadinha, mana.

7 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>