Daquilo do Raposo

O melhor de toda esta confusão foi eu ter-me lembrado daquela história mesmo boa que o meu avô algarvio-alentejano-não-suicida contava sobre malteses. E dos malteses propriamente ditos. Agora é convencer esta miúda a dormir para a passar para o papel.

(Alexandra, bem que podias escrever editor de texto, não era? Podia, mas onde está o romance disso? E os malteses são personagens românticas, vão por mim.)

2 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>