Deixar vir a mim as criancinhas

Os vizinhos de cima berram “Goooooooolo!”, o chão estremece. Correm os dois segundos do lag temporal entre a Zon de cima e o Meo de baixo e, na sala, explode igual berraria. A criancinha, quase um bebé ainda, revira os olhos com desprezo divertido e articula, a pronúncia quase perfeita, o “r” só um nadinha mastigado:

“Jesus Christ!”

4 comments
  1. Cuidado, menina: Essa não era a máxima do Bibi?

    1. Diz que sim… mas também gosto da versão de Moonspell!

  2. Criança habituada a ouvir rejubilar com os golos do Glorioso, é criança feliz. :)

    1. Não comento, ehehe…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.