Duas rosas e uma caveira

Falámos de riscos e ele prometeu-me um. Os homens do norte cumprem sempre o que prometem, parece. E fazem acompanhar-se de flores. Essa coisa do cavalheirismo estar morto deve ser só de Coimbra para baixo.

Muchas gracias!

(agradecimento espanhol com sotaque mexicano, Du, porque o “risquinho” tem qualquer coisa de Dia de Los Muertos)

17 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>