Espírito do Natal presente

tumblr_static_how_the_grinch_stole_christmas_wallpaper-other

Fiz boicote ao tradicional jantar da empresa, recusei amizades secretas, fui apanhada num corredor do Jumbo a chamar cabrona à Barbie Mariposa, fiz as contas e decidi ainda assim servir borrego dia 25, vou oferecer cerveja Sovina ao meu pai, que é de facto sovina, como eu, aliás (a genética é uma coisa linda), um perfume de imitação à minha mãe, que o raio do Kenzo está que não se pode, não sei que dê à minha irmã que já tem tudo e à minha sogra que não gosta de nada. Faço listas, rasgo-as, começo-as de novo. Tenho planos, tenho ideias geniais para presentes, mas seriam todos para mim. Sou tão fácil de contentar, nem chego a ser um desafio para ninguém.Não percebo é porque é que acabam sempre por me dar “mon cherris” e bestsellers de gaja. Apetece-me jantaradas, até apetece, mas não de Natal. Não forçadas. Não com a família, não com as complicações do costume e as vozes altas todas ao mesmo tempo e a insistência para comermos mais e mais e mais e toda a gente a tentar espreitar “como é que está aquilo da Casa dos Segredos”, apesar de ser proibido.
O Natal anda há uns tempos a ser forçado. Polvilhado à força com purpurinas e luzinhas. Enfiado à bruta em enquadramentos dignos do Pinterest. Como reacção publico este post assim, natural e espontâneo, mesmo a puxar para o mal-amanhado. Sem edição nem revisão. Haja alguma coisa assim este Natal. Se calhar devia era ter colocado uma espécie de Parental Advisory no início.

18 comments
  1. olha eu também tenho muitas ideias de coisas para mim, é curioso ;)
    mas este teu post levanta muitas questões:
    -há mesmo quem tenha tudo?
    -há mesmo quem não goste de nada?
    :( :(
    e que bestas céleres de gaja são essas?
    e pronto, eu entendo o que queres dizer.

  2. Os post sem edição são os melhores. O Natal também devia ser assim: espontaneo e sem ser por decreto. É por isso que os meus amigos nunca sabem quando vão receber os meus postais de Natal :)

    1. em Junho? Nos santos populares? Isso é que era!

      1. Por acaso acho que nunca mandei nenhum em Junho. Quem sabe se não é este ano que faço isso? Houve um ano que mandei próximo da Páscoa e deu origem a umas boas gargalhadas à volta dos trocadilhos entre o Pai Natal e o Coelhinho da Páscoa.

        1. Já eu, gosto de deixar a árvore de natal montada até quase à Páscoa… vai dar quase ao mesmo.

  3. Ainda bem que logo de seguida tens a Passagem de Ano, essa também tão naturalmente festiva época…

    1. As passas, o champanhe, a cueca azul… don’t get me started…

  4. Porque raio me fazes esperar tanto por um texto!? É a minha única questão. Aliás, de presente natalício já sei o que me podes dar. Escreve mais disto.

    1. Então e o que é faço ao presente que já te “arranjei”? :P

      1. Presente!??? Iei!!! ADORO O NATAL! :-)

  5. Eu até alinhava nisso do natal que se lixe, mas acontece que é a única vez no ano em que como perú recheado assado, com farofa e batata palha, por isso, falem baixinho. Está bem?

    1. E com que recheias o perú? Na minha família não morrem de amores por perú, mas eu adoro!

      1. Ora bem… Isto é coisa que ainda são as “mães” que asseguram, que a malta mais nova ainda não arranjou coragem para receber as festividades. Mas tanto quanto sei, é um picado grosso de carne, chouriços, ovo cozido e azeitona. Posso averiguar…

      2. Eu não recheio o peru e fica divinal.

        Aproveito para te desejar um excelente 2014.Saúde e paz, o resto a gente faz.
        Um beijinho da D

  6. Partilhando da tua opinião, vou passar essa coisa do Natal en casa, com a mãe e o gato, a navegar na net, a ler, ver tv ou filmes… um dia normal sem essa invenção de luzinhas, abraços familiares e o raio do peru.

  7. a sovina =D fuck yeah, chegou finalmente a essa terra maldita.

    1. já ofereci muitas e ainda não provei nenhuma… :(

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.