Fui a um funeral e não sabia

Xiii… é sempre triste quando se perde um mano do gueto. Não lia mas aproveito para mandar propz prós meus niggas“;

Factos, pá, tu és mesmo bom a tirar-me as palavras da boca, mas esqueceste-te daquela parte em que eu, em sinal de respeito, muito chorosa, cantava o “Não sabe nadar” diante do féretro.
(e não é verdade que não te leia, ando só um bocadinho atrasada… caramba, sempre quis escrever féretro.)

4 comments

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>