Não me envergonha por aí além…

…registar níveis de satisfação muito aceitáveis durante a audição de um disco chamado “Justified” de um tal de Timberlake. E trautear (nos falsetes, que é nisso que sou boa) e bater o pézinho. Em todas as canções, se é que se estão a interrogar. Só é pena aquela que agora só me soa a “Querido Mudei a Casa”.

 

12 comments
  1. Acredita! Eta pobreza, que nem conseguem comprar os direitos de transmissão de outras músicas. Já lá vão N temporadas e é sempre o tum ts tum tum.

    (O Justino é o homem. Ataco o piso de dança sempre que ele joga – isto seria o google translator en-pt)

    1. Excusava era de ter os abs espalhados daquela maneira pelo google images. Uma pessoa também tem de trabalhar qualquer coisa.
      Há que anos que não ouvia “eta”!! :)

  2. Isso apenas te define como eclética, diria eu…

    1. ui! Por momentos li esquelética e assustei-me.
      De resto, concordo. Mas há pessoas que não compreendem estes ecletismos.

  3. Pézinho? Não foi o que eu li aqui há tempos… :)

    1. eh pá… não te passa nada! :)

  4. Acho que todos têm uma música assim mais para o comercial que gostam, mas fingem que não porque parece mal, ao menos és sincera.

    1. Se fosse só este… me aguarde!

  5. eu tenho musicas dele no ipod. inclusive essa das senhoritas e a do querido. tão boas. tãaao.

    1. Ah, que bonito. Eu sabia que não podia ser só eu. Agora vou trautear com muito mais confiança.

  6. Experimenta ouvir rádio o dia todo. Vais cantarolar músicas que abominas e irritar-te por isso…

    1. Sim, isso acontece-me. Diz lá uma das tuas. Mas o problema aqui é que não abomino este. Gosto estranhamente. Nem tem distorção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.