Porque é que não vi o SPLASH! (a verdadeira razão)

Liguei a televisão e estava lá Júlia Pinheiro de AMARELO. E gostei MUITO do vestido.

Gostei tanto que fiquei confusa e mortificada e já não consegui descarregar o meu fel em condições. Nem sequer quando prolongaram aqueles planos de gente a lacrimejar antes do mergulho do rapaz do Boxe.
Tive que recorrer à ajuda da TVI, providencial fornecedora de alimento para os meus maus fígados, onde a Rita Pereira barrava com chocolate as pernas de uma desgraçada qualquer e uns cãezinhos defecavam aos pés da Teresa Guilherme.
Estou há dois dias ajoelhada em grãos de milho a balbuciar meas culpas e já apertei dois furos ao cilício, mas ainda não tirei da cabeça estes horrores. Nem a vontade súbita de adquirir também eu roupa amarela.
Deus me ajude (que eu perdi o ficheiro editável do meu header e não posso mudar agora a minha máxima).

 

12 comments
  1. Ah, isto é um post no seguimento das dicas de conversa de circunstância do Mak?

    btw, obrigada pelo esclarecimento, não estava a perceber nada de conversas sobre piscina/trash tv – pensava que eram lá os do big brother, porque quando eu via dantes eles mesmo com frio andavam sempre na piscina. Agora já não me sinto tanto uma outsider (a sério, eu sou uma ávida consumidora de tv, mas ainda não percebi como sou apanhada desprevenida nestas coisas)

    1. Tudo está meio relacionado nestes tempos.
      Não percas no próximo Domingo! :PPP

      1. ah, obrigada! :D
        mas não me parece. As noites de domingo são demasiado preciosas para serem desperdiçadas e, se é para tv basura que meta mergulhos ridículos em piscinas, prefiro aquele das bolas de borracha vermelhas, escapa-me o nome agora, mas os apresentadores do UK fazem-me rir e não chorar

  2. A culpa disto tudo é da carteira da São João (antes essa que a da Pepa)

    1. A culpa disto é de certeza de uma carteira. Se a minha estivesse mais cheia eu dizia-te onde é que andava à hora destes programas…

  3. Estive doente no Domingo. Aquele tipo de enxaqueca que é tornado grau 5. Não vi televisão. Qualquer canal. Vou carpir as minhas mágoas e a minha tristeza… buááá…. ( schhhhh aquilo do restart TV não interessa nada…)

    1. Há enxaquecas que vêm por bem!

  4. «onde a Rita Pereira barrava com chocolate as pernas de uma desgraçada qualquer e uns cãezinhos defecavam aos pés da Teresa Guilherme».

    Gostei imenso desta frase. É tipo teoria do caos no séc XXI.

    1. É mesmo. E achas que aqui a “Borboleta” será talvez a Rita Pereira e o “Furacão” a Teresa Guilherme? Ou o inverso? :P

      1. haha, only they wish! (serem protagonistas de sonhos de príncipes indianos)

  5. Tenho um filtro altamente avançado na minha televisão que substitui todos esses programas por emissões culinárias da Filipa Vacondeus.

    1. Sabes portanto como preparar um Cozido em condições. :P

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.