Que bem que se está no subúrbio #2

Os barcos novos e grandes são feios e frios e tem escadas muito más de subir. O elevador está sempre fora de serviço e há muitos velhotes que se atrapalham com os sacos de plástico.
Os barcos novos e grandes conseguem engolir um autocarro mas ninguém gosta deles. A baleia do Jonas conseguia ser mais graciosa. São maus de atracar, têm filas e filas e bancos rijos e ninguém os escolhe para anúncios da Vodafone, não são castiços.
Não pintaram os barcos novos e grandes de cor-de-laranja e por isso, mesmo saindo de cacilhas, ninguém se atreve a chamar-lhes cacilheiros.

One comment

  1. Vic

    Sabes que vivo num dilema sobre a forma de ir para a margem sul: por um lado, não confio nos cacilheiros e não sei nadar. Por outro, como tenho medo das alturas, pela ponte é um sarilho. Portanto, atravesso-a sempre o mais rápido possível. Resultado: já aqui tenho 35 multas por excesso de velocidade para pagar.
    Mas de barco…nunca!

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>