Sem fim

 

Cozinha arrumada, marmita preparada, chega a hora do sofá. Meia horita de ficção, para descomprimir, pensar noutra coisa, viver outras vidas. Ou não.
A rainha: “Ah, e já agorra, cobrrem mais impostos a esses pobrres diabos”. O conselheiro: “Mas, minha rainha, eles já pagam impostos bem pesados”. A rainha: “E…?”

Todos ao pelourinho!

8 comments
  1. Faltam uns pelourinhos a funcionar nos dias de hoje. Era gajo para ir para lá atirar umas couves podres enquanto brandia a minha forquilha de agricultor proletariado.

    Ps- Também és fã destas adaptações do Ken Follett? -_-

    1. Gosto de adaptações de romances de época bem feitas e gostei muito dos Pilares, ainda que mais do livro. Com este aqui ainda estou de pé atrás, está muitíssimo simplificado. Mas tem coisas boas, claro que tem. Vou continuar a ver o que sai dali.

  2. desculpa lá grande alexandra esta é para o Troll
    trollofthenorth
    Sabes que o teu site é uma incubadora de viros, pelo menos é o que o meu pc anda a dizer, tentei entrar e aparece-me um alerta vermelho assustador a dizer “Página avaliada como foco de ataques!”
    Homem, tu resolve lá isso que eu já não vou ao teu blog á uns mesinhos e gostava de voltar a ir.

    1. Vou passar o teu recado, caso ele não veja isto, mas olha que a mim não me acontece nada disso.

  3. Agora sim para a Alexandra.
    É sempre interessante perceber que os tempos não mudam, podem mudar os nomes , as pessoas,as doenças, podem-se juntar ou separar paises.
    Mas a hierarquia e o funcionamento das sociedades pouco varia e os seus problemas tambem.

    1. Exacto. E desde que não venham para aí a Peste Negra…

  4. Só mais uma coisinha, vi a tua foto ai no post anterior.
    E és gira á brava.

    era só isto

    1. Ahahaha… não se parece muito comigo, aquele filtro tira-me as imperfeições todas, põe-me mais cabelo, apaga os pés de galinha, mas ainda assim obrigadinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.