Vaga de calor no Pingo Doce

Encontrei agora o Peixoto na fila para a caixa do Pingo Doce. Quis-me parecer que estávamos ambos de calções, que é coisa que nunca imaginei para o nosso primeiro encontro. A vaga de calor e não sei quê. Confirmo o bom aspecto do rapaz que, infelizmente, e como se previa, é baixote. Ou sou eu que sou grande, olha a novidade. Trocámos um olhar, breve e sem história, e depois aqui a cobardolas refugiou-se atrás da pizza em celofane em vez de meter conversa. Gostava de ter esperança de conseguir acabar um livro dele. O Verão, ai o Verão.

22 comments
  1. Realmente é tudo um bocado deprimente no universo dele, não é? Acabas um livro e cortas os pulsos…

    1. Se calhar foi isso que me salvou a vida, Vic, ainda nunca consegui chegar ao fim. Não tenho nada contra coisas deprimente, há é ali qualquer coisa mais que me cansa. Frase a frase sabe bem, mas isso não é leitura. Agora que o moço é jeitoso, isso é.

  2. Uma vez cruzei-me com o Sérgio Godinho num Pingo Doce também. Não troquei olhares mas ouvi um senhor dizer para a sua senhora: «viste quem era ele? Era o Badaró».

    1. Ah, ah, ah! O Pingo Doce atrai toda a sorte de gente!

  3. O gajo ja foi ao dentista?

    1. Não sei, o malandro não se riu para mim.

  4. És grande comá mim!
    Se calhar maior cá mim!
    As pessoas que me rodeiam é que são piquenas.
    E ainda não li nada do Peixoto. Não me consigo abstrair dos piercings. Tenho medo de furar um olho! :O

    1. Maior que tu, aposto, sou maior que toda a gente, é Karma. Os Piercings são fixes, mas não tenho nem nunca tive nenhum,

      1. ahahah
        se já me queixo que os homens são piquenos e vou arranjar um marido-porta-chaves, imagino tu então :p

        1. Consegui ficar-me por um só com menos 1,5 cm que eu e já não foi nada mau.
          Quanto é que tu medes?

  5. Eu já estive uma hora a conversar com o Tarzan Taborda (ainda era ele vivo, acrescente-se a bem da minha sanidade mental). Não houve química entre nós, mas pelo menos também não houve nenhuma dupla patada.

    1. Eu ontem prometi por isso não vou invejar o homem por ter prendido a tua atenção durante uma hora inteira. O Tarzan era um grande homem e ensinou-me a fazer um “assentamento de espadas” ao meu irmão.

  6. Isso do Peixoto ter bom aspeto era a gozar, não era??

    1. Descontando a altura (que é um grande turn off para mim, já se sabe), que mal é que tem um rapazinho ter bom cabelo, olhinhos bonitos, ar de mauzão e sabermos nós que é capaz de pôr uma frase a seguir à outra?
      Bom aspecto, pois claro.

      1. Eishhhhh……..Alexandra, pelo amor da santa…….o Peixoto é lindo como o sol, querida. Lindo como o sol. (yep, isso mesmo, não dá para olhar diretamente!). E não, não tem ar de mau. Tem é ar de quem é alérgico à agua. Que é ligeiramente diferente. ;)

        E com isto parece que tenho alguma coisa contra o homem. Não é verdade. Gosto bastante do Peixoto.

        1. Ahahah! Não me pus a cheirar o homem, se é isso que queres saber, mas pareceu-me lavadinho. Que ar tens tu, já agora?

          1. Ohhhhhh……..eu? Bem, não tenho um bom cabelo. Não tenho uns olhos especialmente bonitos (embora dentro da categoria besugo sejam dos mais engraçados que me lembro de ter visto. Passe a imodéstia). Ar de mau é coisa que não me assiste, também. E não sou propriamente um virtuoso das palavras. No fundo sou como o Peixoto e o sol. Mas com os dentes todos. E com ar de quem se esfrega a tomar banho.

            É, eu sou basicamente isso que te disse. Um coirão.

  7. Bom aspecto?! Really? :(

    1. Não gostas das decorações tribais, é? Também dispenso, normalmente, mas ali calha bem.

  8. Pois eu gosto de tudo no Peixoto: o aspecto, sim, aquele ar descuidado, gosto muito; e gosto dos livros! Não combinam com o Verão, são pesarosos como os dias de Inverno… mas muitíssimo bem escritos.
    Pena não me cruzar com o senhor no Pingo Doce lol só me cruzei com ele em sessões de autógrafos =p

    1. Ai sim? Qual é que me recomendas para o próximo Inverno? Tenho aquele do gato na capa e não consegui chegar a meio… :P

      1. Cemitério de pianos, definitivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.