10 comments
  1. o link que colocaste está mal :P
    http://www.alejogiraldo.com/

    Não me digas que também apanhaste o autocarro para o mundo do “não me apetece fazer nada”.

    1. Grazie (para ires treinando)
      Eu vivo nesse autocarro! Acampei no banco de trás que é onde me posso estender.

  2. Hoje também passei grande parte da manhã no procrastinanço. É tentar compensar de tarde. :)

    1. Dói mais do que o trabalho em si, mas é inevitável. Agora está a correr bem.

  3. Alexandra,
    Força para o trabalho.

    1. Obrigado, metade já foi!

    1. Não sei se percebo a que te referes, mas farei todos os possíveis para que isso não aconteça. Quando eu deixo cair pessoas, ainda é um tombo jeitoso… :)

  4. Encontras isto por acaso ou pelo trabalho que tens?

    1. Fifty, fifty. Digamos que, num mundo perfeito, deveria encontrar muito mais disto a trabalhar. :)
      Nada a ver, mas vi um programa este fim de semana sobre pitões da Birmânia à solta na Florida e lembrei-me de ti. Eu disse que não tinha nada a ver… ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.